Em Foco
Recomendar esta página no Facebook       


03.11.2013

Graziela Di Giorgi, quem é essa menina?

 

Graziela Di Giorgi, um dos destaques do Congresso de Live Marketing

 

 

No Congresso de Live Marketing, ela subiu ao palco com uma garrafinha de água na mão, roupa despojada e, com toda a simplicidade, começou a falar sobre a pesquisa Agency Scope. Em poucos minutos, cativou a plateia e um burburinho correu pela sala: “quem é essa menina?”

 

Graziela Di Giorgi, 37 anos, tem uma história de vida tão surpreendente quanto o seu desempenho no congresso. Gostava de estudar planejamento, métodos de trabalho. Mas, muito curiosa, lia muito, principalmente sobre psicologia, gostava de observar o comportamento humano. E também adorava propaganda.

 

Acabou se aprofundando em todos estes assuntos e tornou-se uma profissional com uma formação eclética e completa. Formou-se em engenharia de produção, fez pós em marketing e trocou a carreira segura e garantida em empresas de telecom por uma mochila nas costas… foi para Europa estudar, trabalhar, descobrir, experimentar, aprender.

 

“A vida é uma experiência. A gente tem que se desafiar sempre, se testar, se preparar, se vencer.”

 

E foi por sentir essa necessidade de fazer coisas diferentes que ela foi fazer uma especialização no mínimo, única... um curso de inovação com a Colby Stuart, em Amsterdã, doutora em física quântica e diretora da Quantum Brands BV. A empatia entre elas foi imediata e o convite para trabalhar com ela veio em seguida.

 

Uma escolha que moldou a sua maneira de ser, de trabalhar, de ver a vida. Aprendeu a colocar a sua atenção na parte mais humana, mais abstrata. Exercitou sua concentração e o seu olhar. Um olhar para dentro, sempre em busca da razão.

 

“Eu adoro observar. Gosto tanto que aprendi a ser invísivel. Entro nos lugares e passo desapercebida. E assim eu presto atenção em tudo, sem ser vista.”

 

 

  Um agradecimento especial à agência Tudo, pela acolhida generosa para esta entrevista!

 

 

Sua vida pessoal é coerente com o seu jeito de pensar. Ela acredita que não precisa de muito para ser feliz. Apaixonada por esportes, adora correr, andar de bike, viajar. Já fez o Caminho de Santiago duas vezes!

 

Parar de estudar? Nem pensar!!!

 

Graziela é Diretora do Grupo Consultores no Brasil. Mas, como já é de se imaginar, ela não restringe o seu trabalho à pesquisa. Para ir além, ela dispara a metralhadora… Como utilizar os dados levantados na pesquisa? Como melhorar os serviços de uma agência? Como ensinar o cliente a trabalhar?

 

Graziela mergulha de cabeça no negócio do cliente e oferece uma radiografia completa da agência. Com isso, ela ajuda seus clientes a adquirirem relevância no mercado.

 

E o que ela recomenda para os nossos leitores?

 

“Não se preocupe em ganhar dinheiro antes dos 30 anos. Aproveite para adquirir experiência, jogo de cintura, aprender a não ter medo. Descubra a sua própria capacidade. A pressa de começar a vida ganhando muito dinheiro atrapalha o processo de formação profissional. Viaje muito, leia muito!”

 

Para as agências, a recomendação é mais incisiva…

 

“As agências de live marketing brasileiras sofrem de um complexo de inferioridade (chamado por nós de “complexo de vira-lata”). Eu observei em algumas agências um estado de subserviência até. Elas se submetem a condições insustentáveis, impostas pelo cliente.

É preciso quebrar esse ciclo vicioso e construir um processo justo para os dois lados: agência e cliente. As agências precisam aprender a negociar esses parâmetros de trabalho com o cliente. Na verdade, elas precisam ensinar o cliente a trabalhar.”

 

Sobre inovação, a menina dos olhos de Graziela, ela conclui:

 

“Inovação é algo sempre possível! As agências precisam ter isso em mente. E nem sempre as melhores soluções são as mais caras…”

 

Sempre pensando em como ajudar as pessoas, Graziela está escrevendo um livro sobre o que impede as empresas a inovarem, com cases e exercícios: “Efeito Iguana: Quais os sintomas que impedem empresas a serem inovadoras? E quais os anticorpos naturais das culturas mais inovadoras?”

 

A Tempos & Movimentos apóia esta iniciativa e por isso vai colaborar com o lançamento do livro da Graziela, que está previsto para acontecer no início de 2014. Acompanhe no nosso portal a data do evento de lançamento.

 

 

Graziela Di Giorgi e Fortunée Levi, Diretora de Redação da Tempos & Movimentos

 

 

 



Comentários
EDI PEREIRA em 21/11/13
Tai, gostei desta menina, também!A simplicidade de Graziela é o pulo do gato que faz o diferencial das personas no meio publicitário. Que entrevista gostosa, Fortunée. Gostei muito do seu estilo, viu? Abs, Édi
Helena Oliveira em 11/11/13
Fiquei interessada em saber mais sobre esse assunto.
Denise Prado em 05/11/13
Parabéns Graziela! É inovando, buscando novas formas de relacionamento, percebendo que as Pessoas são o maior patrimonio das Empresas que sem Elas nada acontece. Muita Luz prá você!
Márcia Santa Anna em 05/11/13
Conheço essa pessoa incrível a bastante tempo. E cada dia que passa minha admiração cresce. Ela sabe exatamente como fazer a diferença...
LUIS CARLOS CARRARO em 04/11/13
Olá Fortunée Parabéns pela entrevista! Essas pessoas são especiais, que vem também para contribuir na melhora do Homem. Luis
FAÇA SEU COMENTÁRIO

Nome:
E-mail:
Comentário:
Código de segurança:
*comentários considerados ofensivos serão moderados.


< voltar

Em Foco
Fortunée Levi, Diretora de Redação da Tempos & Movimentos, desenha o perfil do entrevistado! Esta seção é dedicada para o profissional que se destaca em suas ações e que contribui com o crescimento do mercado.
AUTOR



Fortunée Levi
Diretora de Redação da Tempos & Movimentos.