Vozes da Tempos
Recomendar esta página no Facebook       


19.08.2015

Fala Mais denuncia as práticas abusivas

 

A falta de ética no mercado de live marketing vem sufocando o trabalho das agências e dos fornecedores, a ponto de assistirmos ao fechamento de grandes empresas que não suportaram as relações insustentáveis que se estabeleceram em toda a cadeia produtiva.

 

No 1o Congresso de Live Marketing, em 2013, formou-se um Comitê de Relações Sustentáveis, para estudar esta questão. A ideia era boa, mas não teve continuidade.

 

Em 2014, realizamos o 1o Fórum de Ética no Live Marketing, com painéis sobre lei anticorrupção, governança e ética para os brasileiros. Como resultado desse trabalho,  dezenas de agências foram mobilizadas e quiseram participar da elaboração de uma carta de boas práticas, junto com o Comitê de Relações Sustentáveis. Mas a AMPRO não deu o passo seguinte, naquele momento. Mais uma ideia boa que não teve continuidade.

 

Mais do que frustração… um profundo desânimo tomou conta do mercado.

 

Mas, no 2o Congresso de Live Marketing, realizado em julho de 2015, o Comitê de Relações Sustentáveis, sob a liderança de Wilson Ferreira Júnior, sócio-diretor da agência Etna, trouxe novos ares para a discussão. Disposto a apontar caminhos viáveis, o Comitê organizou painéis que mostravam práticas sustentáveis aplicadas em mercados mais saudáveis. Com isso, ficou demonstrado para o público presente que um outro mundo é possível sim!

 

E o lançamento oficial dos Princípios de Valor, que caracterizam uma Agência de Valor e um Cliente de Valor, selou esta iniciativa. Finalmente, o passo seguinte foi dado!!!

 

O desafio atual do Comitê de Relações Sustentáveis é de estudar a aplicação destes valores. Como mudar a cultura de todo um mercado? Como fazer com que os Princípios de Valor saiam do papel e se transformem em atitude? É preciso que as agências reconheçam e interiorizem estes valores. Até porque, algumas agências que reclamam de seus clientes têm atitudes muito piores com seus fornecedores.

 

Por isso, o Comitê se propõe a formar, educar, capacitar, conscientizar os players das boas práticas. O objetivo deste Comitê é estruturar relações sustentáveis entre agência e clientes, entre agencias e agências e entre agências e fornecedores. O primeiro instrumento de transformação desta realidade já está disponível no site da AMPRO: o Fala Mais.

 

O Fala Mais vai dar voz aos players do Live Marketing. Através dele agências, clientes e fornecedores poderão relatar práticas predatórias de suas relações de negócios, com absoluto sigilo.

 

Por meio deste canal de comunicação, é possível registrar anonimamente casos de não cumprimento das boas práticas estabelecidas nos Princípios de Valor. Ou seja, participou de uma concorrência com 12 agências? Conte para o Fala Mais. A agência pegou o seu projeto e deu para outro fornecedor? Conte para o Fala Mais. O seu cliente está praticando prazos abusivos de pagamento? Conte para o Fala Mais.

 

Estas denúncias serão apuradas e a empresa será notificada pela AMPRO.

 

Será apresentado mensalmente um relatório do Fala Mais, com os principais casos e o encaminhamento dado. Desta forma, todo o mercado pode aprender e participar deste processo de transformação. O mercado caminha para uma auto-regulamentação e a ação imediata, para isso, é o Fala Mais.

 

Participe! Denuncie as práticas anti-éticas e colabore com a construção de um mercado melhor. Todo mundo ganha com isso.

 

 

 

Leia também:

 

Como ser ético em um meio que não é ético?

 

O que faz alguém ser íntegro?

 

Lei agora pune empresas corruptas

 

Robert van Dijk, um caminho novo para a prosperidade

 

 





< voltar

Vozes da Tempos
O nosso movimento cresce e adquire mais força a cada novo colaborador que compartilha sua experiência, sua visão, suas impressões com os nossos leitores. Colaboradores são as vozes do mercado de live marketing.
AUTOR



Fortunée Levi
Diretora de Redação da Tempos & Movimentos.